CARTA AOS ASSOCIADOS

Prezados associados,

 

Enfrentamos atualmente um dos maiores desafios da humanidade, e que demanda complexas estratégias dos serviços de saúde, possivelmente resultará em crise econômica sem precedentes, dentre outras inúmeras dificuldades causadas a vida de todas as pessoas, empresas e organizações.

 

Assim, também o Max-Min Clube não é imune as consequências deste contexto de incertezas, buscando, principalmente, preservar a saúde e a vida de nossos associados, dependentes, colaboradores e prestadores de serviço.

 

Desde o início deste quadro adverso, não paramos de trabalhar em busca das melhores soluções. Trata-se de um problema jamais imaginado, e não o podemos tratar com respostas óbvias e decisões precipitadas que podem vir a lesar todas as partes envolvidas.

 

Pontua-se, abaixo, as ações tomadas pelo Max-Min Clube em relação aos seus empregados, com base nos planos do Governo Federal:

 

a) Inicialmente a maioria dos empregados foram colocados em Férias Coletivas;

 

b) Após retorno, a maioria dos funcionários tiveram os seus Contratos de Trabalho suspensos por 60 (sessenta) dias;

 

c) Após a suspensão do Contrato de Trabalho, a maioria dos empregados tiveram a sua jornada de trabalho reduzidas em 70% (setenta por cento);

 

d) Esclarece-se que um quadro mínimo de empregados foi mantido, em razão das funções dos mesmos serem essenciais a administração, manutenção, conservação e segurança do clube, uma vez que o fato de estarmos fechados para acesso, não significa abandono, sendo obrigação de toda e qualquer

gestão, cuidar do que é nosso. Assim esclarece-se que:

 

  • Foi mantida a Equipe de Jardinagem, para manutenção e conservação dos jardins, quadras de tênis e dos campos de futebol, haja vista que a falta de conservação traria enormes prejuízos ao Clube e associados;

  • As Águas das piscinas, mesmo estando o clube fechado e sem utilização das mesmas, necessita ser tratada permanentemente, mantendo-se assim empregado responsável pela limpeza das piscinas;

  • Visando a segurança do Clube, foi mantida a Equipe de Guardas; A portaria do Clube continua funcionando normalmente, inclusive o atendimento administrativo;

  • Mantida em escala minima a Equipe de Limpeza.

 

Relativamente as finanças, gastos operacionais e condomínios, a Diretoria do Clube, conjuntamente, vem analisando profundamente as suas contas, com o objetivo de adequar o seu orçamento. Analisou-se quais dos nossos compromissos poderiam ser diminuídos, postergados ou cortados, visando uma melhor situação financeira do Clube, para suportar o curso da pandemia. Trata-se de um cenário imprevisível, sendo impossível prever a sua durabilidade.

Estamos com uma considerável e significativa taxa de inadimplemento, e os condomínios adiantados no início do ano contribuíram para possibilitar a
manutenção das despesas do Clube até o presente momento, entretanto, diante da imprevisibilidade da duração deste cenário, a situação do inadimplemento nos traz preocupações.

Essa situação vem determinando maior controle nos gastos, adequação do quadro de colaboradores as condições financeiras do clube, revisão de prioridades, de forma a manter a qualidade dos serviços e o clube pronto para receber todos os associados, logo que seja permitido.

 

Nos meses de abril, maio, junho e julho, foi concedido um desconto de 25% (vinte e cinco por cento) do valor do condomínio para todos aqueles que pagassem em dia, e, agora, após nova análise e estudos da Diretoria, inclusive conseguindo diante dessas adversidades diminuir custos, decidiu-se, conjuntamente, pela redução a partir do mês de agosto do condomínio em 35% (trinta e cinco por cento) do seu valor.

Fará jus ao referido desconto o associado que pagar o seu condomínio em dia, não sendo aplicável futuramente na existência de inadimplemento. A Diretoria busca incessantemente manter equilibradas as finanças do clube e a responsabilidade de mantê-lo funcionando é de todos os associados, sendo o condomínio a principal fonte de receita para que o clube se mantenha em condições de receber a todos.

Estamos em constante contato com as autoridades competentes buscando a reabertura do Clube, obedecendo rigorosamente as normas relativas de  segurança e a saúde de todos os associados, além das normas legais vigentes. Entretanto, por ora, o Município de Montes Claros, em resposta a oficio de pedido de reabertura, entendeu que deve o Clube continuar fechado, por não ser o momento adequado, uma vez que não houve a implementação da etapa cinco do Plano de Flexibilização, a qual se refere aos clubes recreativos.

Informamos, ainda, que o nosso site foi atualizado e em breve estará disponível para consulta a Prestação de Contas desta gestão. Bem como informamos que será possível a partir do site (www.maxmin.com.br) realizar o pagamento online da taxa de condomínio. Qualquer dúvida poderá entrar em contato com a secretaria administrativa através do telefone (38) 3215-1222.

Tel: (38) 3215-1174 /3215-1222